EMPRESAS QUE MEXEM
SÃO EMPRESAS QUE CRESCEM.
Slider

FORMAÇÃO AÇÃO PARA PMES

Com o objetivo de preparar as empresas e empresários para os novos desafios da economia, a MDAFCI é entidade formadora ao serviço de Associações Empresariais nas regiões Norte e Centro, competindo-lhe nestas regiões dinamizar projetos de consultoria formativa que possuam um efeito indutor de competitividade do tecido empresarial.

COMO FUNCIONA

1
DIAGNÓSTICO

Identificação de Necessidades

Delimitação do Plano

2
PLANO DE AÇÃO

Intervenção nas Empresas

Formação on-the-job

Formação em Sala

3
AVALIAÇÃO DO PROJETO

Avaliação Final da

Intervenção nas Empresas

DURAÇÃO DO PLANO EM CADA EMPRESA: 12 MESES

ÁREAS TEMÁTICAS

ECONOMIA DIGITAL

Nesta área temática pretende-se apoiar as empresas na sua adaptação aos desafios promovidos pela Digitalização da Economia. Pretende-se melhorar processos de trabalho, através do aumento da rapidez, precisão e eficácia de tarefas com recurso às TIC, bem como promover a transformação digital e potenciar a visibilidade online.

  • Plano de Marketing Digital
  • Gestão de Redes Sociais
  • Criação de Conteúdos
  • Desenvolvimento de Websites
  • Manutenção e otimização de lojas online
  • Newsletters
  • Notificações SMS
  • Plataformas Colaborativas
  • Registo e Ativação de Marcas
  • Fotografia de Produto
  • Catálogos

GESTÃO DA INOVAÇÃO

Nesta área temática pretende-se apoiar as empresas no processo de uso da gestão da inovação, através de abordagens e métodos, para criarem condições para uma maior competitividade no mercado.

  • Analisar as Competências Internas para adequar as mesmas a processos de inovação;
  • Identificar novas oportunidades de negócio;
  • Explorar técnicas de Criatividade e Resolução de Problemas;
  • Alinhar a estratégia da empresa aos nichos de mercado e às oportunidades emergentes;
  • Planear Processos de Inovação – compreender as etapas e antecipar problemas / desafios;
  • Executar e Avaliar Processos de Inovação; estudar exemplos práticos.

QUESTÕES FREQUENTES

  • Possuir Contabilidade Organizada
  • Possuir Certificação PME
  • Ter situação Regularizada face às Finanças e à Segurança Social
  • Apresentar situação Financeira equilibrada
  • Não ser uma empresa em dificuldade
  • Não ter salários em atraso
  • Declarações de Não Dívida às Finanças e à Segurança Social;
  • Certificação PME;
  • IES dos dois últimos anos;
  • Certidão Permanente ou Início de Atividade (ENI);
  • Mapa de Pessoal ao Serviço (ou extrato de remunerações).

Sim, desde que evidencie que o volume de negócios (vendas e prestação de serviços) expectável a realizar no ano (recolhido na declaração de início de atividade) seja igual ou superior a 20% da despesa elegível da sua
participação no projeto. Não sendo admissíveis como Empresários em Nome Individual que não declaram volume de negócios ou que o declaram em valor sem expressão compatível com o custo da sua intervenção no âmbito do projeto.

Sim.
De acordo a Portaria 211A /2016 de 02 de Agosto com a alteração do Artigo 45.º, passou a ser prevista a possibilidade de a formação profissional ser considerada para efeitos de cumprimento da formação obrigatória.

CONTACTE-NOS